Entre em Contato

Tel: 54 99677-9018

direcao@innovatecorp.com.br

  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

© 2019 - Copyright Innovate Corp Empresas Associadas

  • Samuel Fernandes

Adaptação feita em aparelhos duplica número de respiradores mecânicos

A Ideia adaptada a partir de uma prática vinda da Itália soma esforços de profissionais locais.



A cidade de Bento Gonçalves não está livre da presença do Covid 19 e uma pessoa está internada no hospital Tacchini com a doença confirmada. Inúmeras restrições e três decretos municipais já foram publicados restringindo direitos e movimentação de pessoas no município. Praças estão sendo isoladas, bancos retirados de logradouros públicos para evitar que pessoas fiquem a esmo na rua.


Agora uma pequena revolução na área da engenharia mecânica deve garantir a duplicação ou ainda mais, da capacidade de ventiladores mecânicos no hospital e na UPA. Com a instalação de um T, os respiradores poderão atender a dois pacientes e eventualmente três a partir de um único aparelho.


A ideia foi trazida a partir de algo que já havia sido feito na Itália pelo engenheiro e empresário Marcio Chiaramonte. A ele juntaram-se os médicos Amauri, da UPA e Matoso do hospital Tacchini que estão fazendo testes para a utilização da invenção. Os Ts podem ser em cobre ou ainda utilizando canos de PVC.


O ventilador mecânico força a entrada de oxigênio no pulmão de pacientes que estejam com a capacidade respiratória comprometida. Normalmente pessoas que apresentem quadro de pneumonia híper ventilam. A respiração mais rápida impede a chegada de oxigênio aos pulmões, levando paciente ao óbito. Com a pessoa sedada, o respirador mecânico faz o oxigênio chegar aos pulmões”.



Texto: Tecnologia

Fonte: www.leouve.com.br

3 visualizações